Início » Notícias » CIM-Terras de Trás-os-Montes reivindica mais dinheiro para investimentos em equipamentos sociais

CIM-Terras de Trás-os-Montes reivindica mais dinheiro para investimentos em equipamentos sociais

Photo credit Matthias Zomer

A CIM-Terras de Trás-os-Montes pretende ver reforçadas as verbas para investimentos em equipamentos sociais no território. A CIM entende que as necessidades existentes são muito superiores à dotação atribuída no Pacto para o Desenvolvimento e Coesão Territorial da Comunidade Intermunicipal das Terras de Trás-os-Montes. Este será um dos temas que a Comunidade quer ver em cima da mesa numa futura negociação deste documento.

Em causa estão os apoios financeiros para qualificar e adequar a atual rede de serviços e equipamentos socias de modo a melhorar as respostas existentes. Este é também um dos objetivos da CIM-Terras de Trás-os-Montes, que considera que os 3.355.928,33 euros disponíveis insuficientes para cumprir este fim.

Tendo em conta a realidade territorial afigura-se como necessário um investimento superior, que corresponda às reais necessidades das Instituições Particulares de Solidariedade Social e problemáticas da população. Só assim, crê, que será possível contribuir para a implementação de uma rede que promova, efetivamente, a inclusão social e o combate à pobreza e discriminação no território.

Recorde-se que esta verba se destina a investimentos em Centros de Dia, Estruturas Residenciais para Idosos, Serviços de Apoio Domiciliários para Pessoas com deficiência, Centros de Atividade Ocupacionais, Lares Residenciais, Residências Autónomas e Creches.

Atendendo a que estes investimentos contribuem para melhorar o acesso e a qualidade dos serviços prestados, com benefícios diretos para a qualidade de vida da população, a CIM-Terras de Trás-os-Montes vai fazer chegar a sua pretensão à tutela e à autoridade de gestão do Norte 2020, reivindicando mais dinheiro para o investimento em equipamentos Sociais.