Início » Notícias » Combate à Vespa das Galhas do Castanheiro

Combate à Vespa das Galhas do Castanheiro

A Comunidade Intermunicipal das Terras de Trás-os-Montes continua a colaborar com o Instituto Politécnico de Bragança no Plano de Combate à Vespa das Galhas do Castanheiro no Território. A CIM vê nesta Instituição um parceiro estratégico na dinamização do plano de ação para combater esta praga. No terreno já estão a decorrer ações de sensibilização e largada de parasitoides. A primeira aconteceu no concelho de vinhais, no dia 9 de maio. O Plano inclui 41 largadas. Nas Terras de Trás-os-Montes foram sinalizados 181 focos no concelho de Vinhais, um no concelho de Bragança e um no concelho de Macedo de Cavaleiros. Só neste último município foram definidos 39 locais para largada de parasitoides, em Bragança e Macedo de Cavaleiros vai ser realizada uma largada em cada. Paralelamente às ações de sensibilização realizadas nos concelhos de Alfândega da Fé, Miranda do Douro, Macedo de Cavaleiros, Bragança e Vinhais, também a CIM-Terras de Trás-os-Montes lançou uma campanha nos órgãos de comunicação locais para alertar agricultores para os comportamentos a adotar de modo a contribuir para o controle da praga.

Estes foram dados apresentados na última reunião do Conselho Intermunicipal da CIM-Terras de Trás-os-Montes, onde esteve presente o Professor Albino Bento do Instituto Politécnico de Bragança. Na altura foi transmitida a necessidade de reforçar meios materiais para continuar a desenvolver este trabalho durante os próximos anos. A CIM-Terras de Trás-os-Montes entende este trabalho como de extrema importância para a economia da região.

Recorde-se que este território produz, em média, 40 mil toneladas/ano de castanha, representando este número mais de 70% da produção a nível Nacional. Este fruto é uma importante fonte de rendimento para os agricultores e tem vindo a ganhar importância crescente na economia local.