Início » Notícias » Plano Integrado e Inovado de Combate ao Insucesso Escolar

Plano Integrado e Inovado de Combate ao Insucesso Escolar

Mais de 6 de milhões de euros para investir na educação nas Terras de Trás-os-Montes 

Foi apresentado, em Macedo de Cavaleiros, o Plano Integrado e Inovador de Combate ao Insucesso Escolar das Terras de Trás-os-Montes –PIICIE-TTM-. Um Plano que representa um investimento de 6,3 milhões de euros na implementação de projetos de combate ao insucesso e abandono escolar neste território.

A CIM das Terras de Trás-os-Montes integra os concelhos de Alfândega da Fé, Bragança, Macedo de Cavaleiros, Miranda do Douro, Mirandela, Mogadouro, Vila Flor, Vimioso e Vinhais. Apesar de nos últimos anos ter sido efetuado um investimento significativo em infraestruturas e melhoria das condições de ensino na região, o que é facto é que os números do insucesso e abandono escolar ainda se revelam preocupantes. A taxa de retenção e desistência no ensino básico-ano letivo de 2015/2016- foi de 7, 3%. Valores superiores à média da região Norte – 5,6%- e à do continente – 6,6%-. A mesma tendência verifica-se no ensino secundário com as terras de Trás-os-Montes a apresentarem no ano letivo anterior uma taxa de retenção e desistência na ordem dos 19%, superior ao 10,2% da Região Norte e aos 12% do Continente.

De acordo com os dados revelados no último Programa Internacional de Avaliação de Alunos- PISA 2015- o território também apresenta valores baixos ao nível da literacia científica, da literacia matemática e da literacia de leitura.

Com o objetivo de responder a estas problemáticas a CIM-Terras de Trás-os-Montes delineou um Plano que assente em pilares fundamentais como a ciência, tecnologia, promoção da escrita e leitura, o empreendedorismo e a capacitação de técnicos e dirigentes. Para o Presidente do Conselho Intermunicipal da CIM-Terras de Trás-os-Montes, Artur Nunes “ O PIICIE expressa uma vontade estratégica da região em reforçar a atuação junto da comunidade educativa de forma a alterar a realidade que caracteriza as terras de Trás-os-Montes ao nível do insucesso e do abandono escolar no território. O objetivo é atingir valores abaixo dos 6% na taxa de retenção e desistência no ensino básico e alcançar os 15,2% no ensino Secundário. Este plano tem como meta mínima atingir cerca de 3 mil alunos, num universo de 11 mil que frequentam as escolas públicas da região.

No terreno vão ser implementados 22 projetos, 7 de dimensão supramunicipal– transversais a todos os municípios-  e 15 promovidos pelos municípios. O PIICIE-TTM assenta no trabalho colaborativo e em rede entre a CIM-Terras de Trás-os-Montes, Municípios, Agrupamentos Escolares e outros parceiros institucionais. “Pretende-se com a implementação do PIICIE reforçar esta rede colaborativa na convicção de que só com a cooperação e o empenho de todos é que o sucesso escolar registará valores positivos impulsionadores do desenvolvimento económico e social da região”, defende Artur Nunes. O Secretário de Estado da Educação, João Costa, que presidiu à sessão, reforçou esta posição salientando que a aposta no desenvolvimento integral das crianças e jovens através das equipas multidisciplinares, no trabalho colaborativo e em rede e na capacitação de todos os agentes são fatores primordiais para alcançar o sucesso educativo.

Pela primeira vez o território olha de forma conjunta para esta problemática, desenvolvendo um plano que visa capacitar e valorizar escolas, professores, assistentes operacionais alunos, pais e encarregados de educação.

O PIICIE-TTM está integrado na estratégia de desenvolvimento e coesão territorial da região das Terras de Trás-os-Montes, é financiado pelo Fundo Social Europeu- FSE- no âmbito do Programa Operacional Regional Norte 2020.