Início » Região » Macedo de Cavaleiros

Macedo de Cavaleiros

O nome de Macedo de Cavaleiros tem a ver com a designação de terra fértil para maçãs, em português medieval “macedo”, e à ação notável de Martim Gonçalves de Macedo, cavaleiro que salvou da morte D. João, Mestre de Avis. Na Batalha de Aljubarrota, em 14 de Agosto de 1385, o Mestre de Avis é atacado por Álvaro Gonçalves de Sandoval e, ao receber um golpe do castelhano, cai por terra. O cavaleiro Martim Gonçalves de Macedo mata o castelhano e levanta o Mestre de Avis do chão, salvando, assim, a vida ao futuro Rei. D. João I reconheceu-o e gratificou-o.

O atual concelho de Macedo de Cavaleiros foi criado em 1853. Com uma área de 699,3 km2 é composto por 30 Freguesias, que agrupam 67 localidades. Em 1863, a aldeia de Macedo, que já no tempo de D. João V passara a ser reguengo real, recebe o título de Vila. Em 1999, o de cidade.

O Município de Macedo de Cavaleiros é um destino turístico no coração do Nordeste Transmontano. Tem um notável património natural com os Sítios de Rede Natura do Monte de Morais, dos Vales de Sabor-Maçãs a Serra de Bornes e a Paisagem Protegida da Albufeira do Azibo, associada à excelência ambiental que tem valido o reconhecimento com a Bandeira ECO XXI.

A Albufeira do Azibo, é o principal cartão de visita do concelho e do distrito, que anualmente acolhe milhares de turistas. São seduzidos essencialmente pela qualidade de excelência oferecida na época balnear com praias de Bandeira Azul, com longos areais e extensas áreas ajardinadas e inúmeras ofertas de recreio, mas também pela sua área protegida. As suas potencialidades propiciam condições ideias para a prática de canoagem e btt, observação de aves ou a realização de percursos pedestres.

A estes produtos, associa o património histórico-cultural. Macedo de Cavaleiros oferece uma Rota Museológica onde se toma contacto com as tradições e costumes do povo, os Pelourinhos são reconhecidos como Imóveis de Interesse Público, algumas das igrejas e capelas, velhas pontes, cruzeiros, fontes e solares representam a herança de uma história de alguns séculos.

Quem visita o concelho tem também a oportunidade de conhecer a rica e variada gastronomia, com a carne de vitela e os enchidos, os pratos de caça, os cogumelos, as casulas secas e os grelos, as castanhas, o excelente vinho e um azeite de qualidade mundial. A tradição de saber acolher é complementada pela simpatia das suas gentes e qualidade das unidades hoteleiras da cidade e de turismo em espaço rural das aldeias.

 

 

Presidente: Benjamim Rodrigues

População: 15844 habitantes (Censos 2011 INE)

Área Geográfica: 699,3 km2

Web: www.cm-macedodecavaleiros.pt