Início » Notícias » TERRAS de TRÁS-OS-MONTES | DOIS FESTIVAIS TRADICIONAIS A NÃO PERDER

TERRAS de TRÁS-OS-MONTES | DOIS FESTIVAIS TRADICIONAIS A NÃO PERDER

Julho despede-se em Festa das Terras de Trás-os-Montes. Na última quinzena deste mês há Festivais para vir, viver e sentir. Música, gastronomia, contacto com a natureza, com as gentes e cultura locais, passeios de burro, muita animação e atividades ao ar livre para celebrar a identidade deste território, vai ser assim  durante os Festivais D´Onor e  L Burro i L Gueiteiro.
FESTIVAL D´ONOR | 20 a 22 de julho

A típica aldeia de Rio de Onor, situada em pleno Parque Natural de Montesinho e eleita uma das 7 Maravilhas de Portugal, recebe de 20 a 22 de julho o Festival D’Onor. Trata-se de um evento transfronteiriço realizado numa localidade onde nunca houve fronteiras. É que Rio de Onor é vizinha da localidade espanhola congénere Rihonor de Castilla e aqui o espírito comunitário sempre esteve bem presente. Nem a nacionalidade e muito menos a língua foram barreiras para que esta local se afirmasse como um dos bons exemplos de partilha e convivência entre espanhóis e portugueses. É também esse espírito que o Festival pretende manter vivo, dando a conhecer os usos e costumes locais. À música tradicional, da gaita de foles, juntam-se sons mais contemporâneos assumidos pelos Djs convidados. Há também a possibilidade de experimentar pão acabado de sair do forno, experimentar a gastronomia tradicional num almoço e jantar comunitários, passear de burro de automóveis clássicos e desportivos. Para além disso há também uma ronda pelas adegas das casas dos habitantes de Rio de Onor, e atividades como canoagem  e voos de balão de ar quente. A entrada é livre

 

    

 

 

 

FESTIVAL L BURRO I L GUEITEIRO | 25 a 29 de julho

Eleito, este ano, pelo jornal The Guardian, como um dos 20 melhores Festivais tradicionais da Europa o L Burro i L Gueiteiro é um Festival itinerante de Cultura tradicional que, em 2018, decorre de 25 a 29 de Julho nas aldeias de Ífanes e Paradela, no concelho de Miranda do Douro.

Assume-se como um evento que pretende valorizar e revitalizar dois dos elementos identificativos da cultura Mirandesa: a gaita de Foles e o Burro Mirandês, ao mesmo tempo que divulga as paisagens, os saberes e sabores destas terras. Durante 5 dias vai haver burros, gaiteiros, teatro, dança e música por Ifanes e Paradela. A isto juntam-se oficinas instrutivas, passeios de burro ao som da gaita de foles, sestas burriqueiras, piquenique, teatro, exposições, conferências e mostra   de artesanato e produtos locais. Este é Festival para toda a família, a organização desafia miúdos e graúdos a entrarno espírito e vir “Burricar com Vagar”. Inscreva-se em: https://goo.gl/ZGSdH5

 

.